Brasil, celeiro do mundo.

Referido como o “celeiro do mundo”, o Brasil recebe 50% de seus alimentos das 1.543 cooperativas agrícolas do país. O setor cooperativo emprega 361 mil pessoas e 6,2% dos brasileiros estão associados a uma cooperativa. Mais de 70% do consumo alimentar do país é doméstico. Além disso, as cooperativas são responsáveis ​​por mais de US $ 5,2 bilhões em exportações.

Anúncios

Encontro das Cooperativas em Quebec

2136954043_5145b15312_z (1)

Em outubro de 2016 aconteceu em Quebec (Canadá) a 3ª Reunião Internacional de Cooperativas, sob os cuidados da Aliança Cooperativa Internacional.

O foco do encontro foi o “poder de atuar”. Lembrando que a importância do movimento cooperativo se destaca por se compor de mais de 2,5 milhões de empresas, por mais de um bilhão de sócios, e por movimentar 15 % da economia mundial.

O acesso à assistência sanitária e aos serviços sociais foi uma das áreas centrais do evento, junto com outros pontos como emprego, alimentação, pobreza, inclusão financeira, mudanças climáticas, desenvolvimento sustentável.

Houve comprometimento em levar melhor distribuição geográfica dos serviços, em benefício a áreas menos favorecidas, e incentivar a prevenção na saúde.

Também foi abordado o assunto colaboração entre cooperativas de saúde e as administrações públicas, e a gestão compartilhada entre usuários e profissionais da saúde.

Portanto, nosso setor continua participativo e importante, nos incentivando a continuar.

Como será tua cooperativa em 2020?

 

Na recente AsMonique Lerouxsembleia Geral da Aliança Cooperativa Internacional (ACI), realizada na Turquia, a preocupação foi, entre outros assuntos, se o movimento cooperativo tem futuro. Temas em destaque: Identidade cooperativa, sustentabilidade, negócios cooperativos, defesa das cooperativas, etc.

Monique Leroux, canadense, foi eleita presidente da ACI nessa Assembleia. Alguns dos seus projetos contemplam: aumentar ações locais e a intercooperação; aumentar o apoio de entidades internacionais para o movimento ser mais conhecido e melhorar a difusão do cooperativismo pela participação mais efetiva nessas entidades; dar valor ao desenvolvimento sustentável e à responsabilidade social; solidificar o movimento cooperativo, com foco na criação de empregos.

Da Assembleia Geral foram emitidas notas de orientação sobre o que significa ser cooperativa. Essas notas refletem as mudanças na sociedade, as preocupações com o meio ambiente, a mudança na legislação em matéria comercial e financeira. Foram concebidas para adaptação das cooperativas em suas formulações de políticas, e aos seus legisladores.